Clique na imagem e visite o site da escola

Pesquisar este blog

Carregando...
quarta-feira, maio 25

Poemas e Poetas




Oficina da Olimpíada de Língua Portuguesa

A E E Paulo Freire realizou, a convite da professora Rita de Cássia, a primeira oficina da Olimpíada de Língua Portuguesa com a participação da escritora Miriam Krenczynski. Foram feitas leituras de alguns poemas de sua autoria aos estudantes do 5º Ano A e 5º Ano B, contribuindo com a introdução ao gênero "Poemas e Poetas".
O objetivo maior deste trabalho é resgatar e valorizar a cultura da comunidade com exemplo do poema abaixo:

IGUATEMI – Minha Terra

Autora: Miriam Krenczynski

Minha terra foi nascida
Às margens do Sacarão
Córrego lento e preguiçoso
Correndo manso e dengoso
Por todo este imenso chão.

Aqui o povo foi chegando
As raças se diversificando
Índios, gaúchos, paranaenses
Paraguaios e o povo paulista
Novas culturas e conquistas.

As casas foram espalhando
Nas terras da Vila Sacarão
Ervais, o gado, a semente 
Eram atividades presentes.
Naquele nativo rincão. 

Sob à sombra do arvoredo
Danças, tereré e folguedos
Entre amigos, o chimarrão 
A mandioca e o churrasco, 
Em dias festivos degustados.

Casamentos, festas, batizados,
Nas rodas de vizinhos chegados. 
Canções gaúchas e paraguaias
Eram hinos, sempre entoados
Na vila, nas estâncias de gado. 

Depois da lida e pesados ofícios 
Saudosos, dançavam os patrícios 
O Chupim, chamamé e vanerão.
Lembrando outras querências 
Os sagazes pioneiros e peões. 

Aos poucos antigas picadas
Por asfalto foram trocadas.
E os carroções de bois, “chatas”
Esquecidos no tempo constante
Refletem o passado distante. 

E assim nasceu Iguatemi
Eficaz fonte de água pequena
Do gado, dos campos, da siriema
Dos imigrantes e desbravadores
Do seus filhos e dos moradores.

Ensinou o antigo povoado 
A lição, o precioso legado
Com o trabalho, amor e ideal
Grande se torna o manancial,
Com Deus, sempre abençoado.

0 comentários:

Pesquisa na Internet

 
;