Clique na imagem e visite o site da escola

Pesquisar este blog

quarta-feira, dezembro 30 0 comentários
[link=http://www.seu-recado.com]
[/link]

[b]Mais recados? http://www.seu-recado.com[/b]
0 comentários

FELIZ ANO NOVO A TODOS

[link=http://www.mensagemshow.com]
[/link]

[b]Mais recados? http://www.mensagemshow.com[/b]
sexta-feira, dezembro 18 0 comentários

CONFRATERNIZAÇÃO DE ENCERRAMENTO DO ANO LETIVO 2009

video
0 comentários

Projeto: UMA CARTA PARA O PAPAI NOEL

video

Articula-se entre Escola e comunidade visando amenizar os problemas sociais existentes. No período escolar, os alunos escrevem uma carta ao Papai Noel. São selecionados alunos carentes, os quais recebem em sua residência a visita do Papai Noel transportando a carta escrita e o presente tão sonhado.

segunda-feira, dezembro 7 0 comentários

ENTREGA DO PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR EM BRASÍLIA - DF

video
sexta-feira, dezembro 4 0 comentários

OLIMPÍADAS ESCOLARES



A Escola Estadual Paulo Freire Participou das Olimpíadas Escolares em todas as modalidades, sendo vice - campeã de handebol feminino.Posted by Picasa
quinta-feira, dezembro 3 0 comentários

TRABALHOS DOS ALUNOS DO VESPERTINO

Posted by Picasa
terça-feira, dezembro 1 0 comentários

EXPOSIÇÃO DOS TRABALHOS DO ANO LETIVO

video
0 comentários

PROJETO TEATRO

Professora Rosângela Queiroz
Disciplina: Português
Turma: 1º ano ensino médio
EQUIPE DE APOIO:
PROFESSORA DA STE:
Regiani Hoffmann
COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA:
Adelir Terezinha Haveroth
DIREÇÃO:
Cecília Welter Ledesma
Tema: Luis Vaz de Camões
Teatro
- Introdução
Luís Vaz de Camões viveu de 1524 a 1580. Nesta época (século XVI) existiam duas fortes correntes literárias na Europa. Quase todos os poetas deste tempo sofreram as influências de tais correntes, inclusive Camões.
Segundo Antonio José Saraiva, existia um fluxo que tendia às canções de cavalaria, lírica em redondilha, romances, teatro vicentino etc. Era a vertente espanhola. O outro apontava para a Itália e se chamava dolce stil nuovo: a eloqüência de Cícero na prosa, o uso dos versos decassílabos na lírica, o teatro aos moldes clássicos e a busca pela arquitetura literária greco-latina (epopéia, elegia, canção e soneto). Camões escreveu em ambos parâmetros.
Sua melhor produção clássica foi, para a grande maioria dos críticos literários, Os Lusíadas, obra de destaque na Literatura Portuguesa pela expressividade, importância histórica, complexidade estrutural, erudição mitológica e fluência retórico-poética. Nesta obra, ele não só utilizou os moldes latinos como também aprimorou a forma, lapidou os versos com destreza, alegorizando e resgatando os léxicos da Língua Latina que despertaram nos versos da epopéia lusitana uma majestade singular.
A obra “Os Lusíadas” (1571) é dividida em Proposição, Invocação, Dedicatória e Narrativa. Ao todo são dez cantos (número que para os clássicos simboliza a perfeição) com 1102 estrofes e 8846 versos, quase todos heróicos. Encontram-se duas narrativas: uma mitológica, outra histórica. A primeira é evidenciada pelos dois Concílios de Deuses (Dii Consentes) e pelo episódio da Sedução de Vênus. A segunda, em sete momentos da história portuguesa: Salado; Inês de Castro; Aljubarrota; Velho do Restelo; Adamastor; Doze da Inglaterra e São Tomé.
A poesia de inspiração medieval também teve lugar na obra camoniana através das trovas e cantigas, composta em versos redondilhos, ou seja, a medida velha. Sob a influência da escola petrarquista (italiana), Camões desenvolveu a sua lírica mais densa, através dos decassílabos da medida nova e com as formas fixas clássicas, como os sonetos, as odes e as elegias. Nestas poesias estão presentes o neoplatonismo e o desconcerto com o mundo, características por excelência da lírica de Luís Vaz de Camões.
Justificativa e relevância do tema
Uma teatro encenado pelos alunos do 1 º ano do ensino médio com roupas da época. A importância de esse projeto é justamente facilitar o acesso à pesquisa do poeta português através de um catálogo prático sobre sua obra e autores que fizeram críticas literárias a ela, economizando tempo de pesquisa e dando parâmetros de conteúdo para aqueles que desejam estudar Luís Vaz de Camões. É imprescindível tal organização da obra pois as publicações existentes sobre ele são de considerável relevância quantitativa. O que está sendo proposto aqui é uma espécie de guia de pesquisa, um roteiro de estudo. O estudo camoniano é de suma importância para a compreensão da língua portuguesa. Ele foi um dos primeiros a escrever no que é classificado como “português moderno”. Camões é o divisor entre a época arcaica e moderna. Seus textos, sua “engenhosidade e arte” são indiscutíveis. Poucos escritores de Língua Portuguesa podem ser comparados a Luís Vaz de Camões.
Objetivos
Os objetivos de o presente projeto são:
a) pesquisar, sintetizar e catalogar o que existe sobre o poeta Luís Vaz de Camões na Rede Mundial de Computadores (Web);
b) por meio desse catálogo, criar uma classificação para a consulta dos sites;
c) disponibilizar parte dos dados obtidos na pesquisa para consulta on-line.


Pesquisa
Em primeira instância, foi realizada a busca dos endereços eletrônicos que fazem referência ao poeta objeto do presente trabalho de pesquisa, através de as “ferramentas de busca”, que são: Google, MSN, Cade; Após esse levantamento, houve um encenação de uma pequena peça teatral.
Recursos utilizados:
Data show;
Maquina fotográfica;
Computador.
Métodos
Os materiais a serem utilizados na pesquisa são os sites hospedados na Internet que trazem informações sobre o poeta Luiz Vaz de Camões e que estão disponíveis em Língua Portuguesa. Considerando que muita informação sobre este escritor está contida na Rede, é necessário fazer-se uma triagem para selecionar os principais sites e aqueles que possam ser de melhor utilidade aos pesquisadores e estudantes de Língua Portuguesa. Para tornar viável o acesso a esta pesquisa.
Conclusão
Essa peça teatral de Camões foi de grande valia para a curiosidade e entendimento da importância deste poeta para a língua portuguesa.
Bibliografia
CAMÕES, Luiz Vaz de. Os Lusíadas. Porto: Porto Editora, 1979.
0 comentários
sexta-feira, novembro 27 1 comentários

PROJETO: PARÓDIA DA MATEMÁTICA

TÍTULO DO PROJETO
Música e matemática no ensino- aprendizagem

PROFESSOR REGENTE
Cleide Aparecida Humberto de Souza
Email: prcleide@hotmail.com

ÁREA DE CONHECIMENTO
Matemática
SÉRIE / TURMA/ TURNO
6º Ano A, 6º Ano B, 7º Ano A, 7º Ano B,8º Ano A e 9º Ano A
Matutino
EQUIPE DE APOIO
PROFESSORA DA STE
Joicenir Sovernigo Lopes
COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA
Adauto Alves Teixeira
DIREÇÃO
Cecília Welter Ledesma
NÚMERO DE AULAS
06 aulas
PERÍODO DE EXECUÇÃO
Início: 06/10/2009
Término: 14/10/2009

DURAÇÃO
24 horas/aula
TOTAL DE PARTICIPANTES
190 alunos
TIPO DE ATIVIDADE DESENVOLVIDA
Pesquisas;
Composição das paródias;
Ensaios;
Execução das mesmas;
Entrega dos certificados das olimpíadas de matemática.
OBJETIVOS
Explorar cenários motivacionais e contextos atrativos, onde o aluno sinta-se desafiado pela música e possa aprender com o lúdico de forma espontânea, porém, com responsabilidade e compromisso interagindo com o tradicional;
Quebrar regras como mecanismos perfeitamente organizados e possibilitar a troca de experiências e de aprender com prazer;
Despertar interesse, pelo meio de facilitar a memorização de conceitos e fórmulas;
O ensino da matemática deve ser voltado para a aprendizagem significativa do aluno, trabalhar seu conteúdo de forma que contribua para as necessidades práticas do cotidiano como a formação do pensamento lógico-matemático dos alunos, tornando-os críticos e participativos.
DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
Foram usadas pesquisas e recursos tecnológicos sobre o tema abordado;
De acordo com o conteúdo ministrado no ano letivo, os alunos formaram dois grupos por sala e desenvolveram sua paródia que no final teve uma junção dos grupos com letras e ritmos diferentes dando assim diversificação e criatividade na música e no ritmo.
RECURSOS E/OU APLICATIVOS UTILIZADOS
Conteúdos do ano letivo de cada série;
Computadores;
Internet;
Editor de texto (Writer);
Microfone;
Câmera Digital;
Xerocopiadora;
Instrumentos musicais ( guitarra, violão, bateria...).
AVALIAÇÃO
Avaliados por uma mesa de jurados composta por 7 pessoas usando como critério: Os conteúdos abordados, desempenho e criatividade;
A música é um suporte poderoso quando envolvemos no processo ensino-aprendizagem da matemática. Quer como técnica de relaxamento, ferramenta eficaz para facilitar a aprendizagem de conceitos, regras e fórmulas.
Estamos vivendo em uma sociedade moderna onde não cabe ao professor ser o detentor de conhecimento e o aluno um mero aprendiz. Mas sim, proporcionar ao aluno o prazer em aprender de forma lúdica. O desafio, gera esforço e interesse real pela atividade.
OBSERVAÇÕES:
Ao final das apresentações os alunos fizeram uma homenagem aos professores pelo seu dia, cantando a música de Roberto Carlos(Eu tenho tanto) e em seguida entregaram uma lembrança aos professores e funcionários da escola.
A sala vencedora da paródia foi a turma do 9º ano A, os quais foram premiados com um piquenique.

0 comentários

Vídeos das paródias nos links abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=9soVYVk_ZpY

http://www.youtube.com/watch?v=YN7L56bHEVo

video
quinta-feira, novembro 26 0 comentários












A escola Estadual Paulo Freire realizou nos dias 23 a 25 de novembro a 1ª Olimpíada de Conhecimentos Gerais, tendo a Participação dos alunos do Ensino fundamental, médio e os da educação de jovens e adultos EJA.
Com a finalidade de avaliar o conhecimento dos alunos em todas as disciplinas, as provas foram elaboradas e aplicadas pelos próprios professores da Escola, sendo organizados e coordenados pela direção e Coordenação pedagógica.



0 comentários
Posted by Picasa
0 comentários

PROJETO CENTRO SUL

TEMA: Centro Sul

PROFESSORA RESPONSÁVEL
REGIANI HOFFMANN.
EMAIL:regiani.r.hoffmann@hotmail.com
BLOG:http://regianirock.blogspot.com/

PROFESSOR DA STE
HECTOR ROGÉRIO MONZANI.
EMAIL: hector@top.com.br
BLOG:http://hectormonzani.blogspot.com/
SÉRIE A QUE SE DESTINA:
7º ano A vespertino

INTRODUÇÃO

A principal função do trabalho com o tema Centro Sul é contribuir para a formação de cidadãos cons­cientes, aptos a decidirem e atuarem na realidade sócio-­ambiental de um modo comprometido com a vida, com o bem-estar de cada um e da sociedade, local e global.
Para atingirmos esses obje­tivos, mais do que trabalhar com informações e con­ceitos, é preciso que a escola trabalhe também com a formação de valores e atitudes.
Nessa perspectiva, ela­borou-se o projeto “Des­pertando a consciência, a criatividade de expor as idéias” que tem como objetivo despertar os alunos para que possam, não apenas agir corretamente no processo de conhecer as regiões brasileiras mas também localizá-las , como também colaborar com o despertar dessa consciência junto às suas famílias e à comunidade.

OBJETIVOS

Ø Mostrar que aos alunos os inúmeros benefícios para a sociedade, ao conhecer as regiões de nosso país.
Ø Conscientizar as crianças sobre a importância de conhecer as regiões do Brasil e como o homem está inserido neste meio;
Ø Estimular para que perceba a importância do homem na transformação do meio em que vive e o que as interferências negativas no decorrer do conhecimento nos traz;
Ø Desenvolver e estimular na criança a criatividade;
Ø Estimular a leitura e a escrita;
Ø Desenvolver os conhecimentos das regiões e estados que fazem parte da região Centro Sul;
Ø Desenvolver a oralidade, a socialização;
Proporcionar o contato e o uso dos recursos tecnológicos como aliados ao processo de aprendizado e também ao processo de desenvolver habilidades tecnológicas.

OBJETIVO GERAL

Propiciar aos alunos momentos de reflexão sobre a importância de cada região para o mundo e para o país, conscientizando-os quanto a sua importância.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Compreender a localização de cada região;
• Reconhecer o limite de cada uma;
• Compreender o que cada região produz;
• Verificar quais os produtos agrícolas são desenvolvidos em cada região;
• Elaborar cartazes informativos, produzir slides para a conscientização da comunidade escolar.

JUSTIFICAT IVA

Sabemos que a Terra é formada por muitas regiões e cada qual tem sua importância.O Projeto será desenvolvido durante as aulas de Geografia. Utilizar-se-á de aulas expositivas, pesquisa na biblioteca na sala de tecnologia, em casa e Internet (quando possível).

DESENVOLVIMENTO:

Ø A partir das fotos, pedir para os alunos elaborar e escrever frases ou pequenos textos que descrevam as fotos, construindo um mural na sala de aula;
Ø Visita ao site: http://www.achetudoeregiao.com.br/ATR2/centro_sul.htm
Está visita ao site será uma atividade de leitura e exploração do site.

Ø Apresentação de um vídeo educativo referente as regiões, que trate da questão da divisa trazendo a importância da divisão de cada região;
Ø Comentários sobre o vídeos;
Ø Desenvolveu-se slides de cada região para a apresentação em data show;

RECURSOS UTILIZADOS:
Ø Data Show;
Ø Maquina fotográfica;
Ø Vídeos;
Ø Computador;

AVALIAÇÃO

A avaliação aconteceu ao longo do desenvolvimento do projeto através da observação do desempenho e interesse dos alunos no desenvolvimento das tarefas propostas, produções e relatório sobre as atividades.
Se o lugar em que vivemos não é o melhor do mundo, podemos e devemos transformá-lo. Temos família, vizinhos, amigos e organizações que podem ajudar. Muitas vezes, ações fazem com que as idéias se transformem em possíveis mudanças.
O exercício da cidadania inclui direito e deveres políticos, sociais e ambientais. Exercê-la significa participar de lutas por qualidade de vida, moradia, alimentação, saúde, emprego, educação e cultura. Esse exercício, praticado diariamente, nos torna cidadãos e cidadãs. A juventude está cobrando dos adultos e dos governos ações que dêem a todos nós a chance de herdar um planeta bom de se viver. Isso depende das atitudes individuais e de políticas publicas que nos tragam mais qualidade de vida. Mas, para que isso se realize é necessário conscientizar a criança para que ela entenda que devemos cuidar juntos de nossa qualidade de vida.
Na escola temos a oportunidade de descobrir novas habilidades, trabalhar em grupo, nos comunicar. Aprendendo também a importância de certos valores, como solidariedade, companheirismo e respeito, que serão importantes ao longo de nossas vidas
0 comentários
Posted by Picasa
quarta-feira, novembro 25 0 comentários

PROJETO ÁGUA É PRECISO...

Tema:
Água é preciso...
Introdução
O Projeto foi desenvolvido durante as aulas de Geografia . Utilizar-se-á de aulas expositivas, pesquisa na sala de tecnologia da escola, em casa através de observações no consumo e desperdício da água e Internet (quando possível). O período de realização do Projeto será de 04/08 à 27,’09/2009. As apresentações finais aos demais alunos da escola foi através de cartazes informativos apresentação com balões formando o conjunto da água e de como economizar água para manter a vida no planeta.
OBJETIVO GERAL

Propiciar aos alunos momentos de reflexão sobre a importância da água à vida, conscientizando-os quanto a sua manutenção.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Compreender que a água potável é uni recurso natural finito e escasso;
• Reconhecer a necessidade de economizar água;
• Compreender o ciclo da água;
• Verificar as porcentagens de água doce e salgada. Assim como as potáveis
• Observar o desperdício de água no dia-a-dia;
• Elaborar cartazes informativos e distribuir na Escola.

JUSTIFICATIVA

Sabemos que a Terra é formada por muita água, que o Brasil é rico em recursos hídricos, mas que apenas 1% da á do Planeta está disponível para o uso. Em decorrência da crescente escassez de água doce, vimos através de este Projeto alertar para a necessidade de sua preservação e utilização consciente.

DESENVOLVIMENTO
O Projeto foi desenvolvido na sala do EJA. A sala foi dividida em grupos, onde cada um terá uma situação problema para solucionar.
Passou-se um texto informativo no quadro de giz, mostrando em quais estados a água se apresenta na natureza, atividades referentes ao mesmo e incentivou-se aos alunos para uma observação mais profunda neste aspecto.
Foi levado os alunos a sala de tecnologia para assistirem um vídeo da SABESP( empresa do estado de São Paulo) a Gata Borralheira. Também nesta mesma aula os alunos assistirão ao vídeo com a música do cantor Guilherme Arantes, Planeta Água.
Teve palestra com o Palestrante Sr. Reginaldo da SANESUL, falou sobre a rede de esgoto, a falta que faz ao município, a construção exageradas de fossas, o desperdício da água pela população, depois passou um vídeo informativo referente a situação da água no estado do Mato Grosso do Sul.
Resolver as questões abaixo e apresentar para a sala:
1. Qual a origem da água no planeta?
2. Por que a água é um fator determinante para a vida.
Os alunos deverão pesquisar:
1. Quantidade de água doce, salgada e potável do planeta através de gráficos,
2. Distribuição das á pelos continentes
3. A água no Brasil.
Responder as questões abaixo com clareza e sinceridade, para obter um melhor resultado:
1. Você utiliza água diariamente?
2. Relacione as atividades em que você e seus familiares utilizam a água.
3. Você sabe de onde vem a água que você consome em sua casa? Explique.
4. Você conhece diversos tipos de água? Cite-os.
5. Todos os tipos de água podem ser consumidos diretamente da fonte? Por quê?
6. Que tipo de tratamento você dá à água em sua casa antes de consumi-la?
7. Você sabe para onde vai a água, após sua utilização?
8. Alguma vez você teve que economizar água em sua casa, para que ela não faltasse? Explique o motivo.
9. De quanto em quanto tempo a caixa d’água de sua casa é limpa?
10. Peça ajuda a seus pais e descubra, olhando a conta de água de sua casa, quanto vocês gastam por mês. Compare com os outros integrantes do grupo. Você acha que seu consumo é pequeno, moderado ou exagerado?
11. Se você fosse obrigado a economizar água em sua casa, de que maneira faria essa economia?
12. Levando-se em conta todos os benefícios que a água nos proporciona, você acha que o preço da água da torneira é caro ou barato?

• Oficina — 1ª Confecção de cartazes (de todos os grupos) com o levantamento da problemática.
2ª Criação de uma atividade com balões apresentada em sala.
Os alunos receberão três balões, dois azuis e um branco eles encherão os balões para representarem a fórmula da água
O objetivo é entender que na água existe oxigênio e este gás é muito necessário a vida.

RECURSOS UTILIZADOS:
· Máquina Fotográfica;
· Data show;
· Computador;
· Micro system;
· DVD



CONCLUSÃO
Ao término das atividades citadas, os grupos farão um relatório de análise de dados e, os juntarão, analisarão e responderão a questão principal do Projeto: “Como preservar a água do nosso planeta para nos mantermos vivos?” Por final, distribuirão cartazes informativos pela escola, sobre como economizar água e sua importância em nossa vida a criação de portfólio com figuras da água, escrita de um texto referente a tudo o que foi trabalhado.
AVALIAÇAO
• Participação;
• Organização.
• Criatividade;
• Conclusão dos grupos.

0 comentários
Posted by Picasa
terça-feira, novembro 24 5 comentários

PROJETO CONSCIÊNCIA NEGRA

“Revelando a riqueza da cultura africana é possível combater preconceitos dos brancos e reforçar a auto-estima dos negros”.

IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO:
TEMA: CULTURA AFRO
TEMPO DE EXECUÇÃO: 20 DIAS .
CULMINÂNCIA: DIA 20 DE NOVEMBRO –DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA..
CARACTERÍSTICA: PROJETO INTERDISCIPLINAR, ENVOLVENDO MATEMÁTICA, ARTES E EDUCAÇÃO FISÍCA.

DIREÇÃO:
Cecília Welter Ledesma

Coordenação Pedagógica:
Adelir Terezinha Haveroth
Adauto Teixeira
Sueli Pacheco

PROFESSORES REGENTES:
Luzia de Fátima Layola Nunes
E-mail:Luzzia_layola@htmail.com
Blog: http://llayolartes.blogspot.com
Marcelo Antonio Moreira
E-mail: marcellus_too@hotmail.com
Rosana Montovani
E-mail: rosana.mantovani@uol.com

PROFESSORES COLABORADORES:
Jackson Rodrigo Morais de souza.
Email: smrj1@hotmail.com
Blog: http://jacckson.blogspot.com/
Maria Lúcia da Silva Lopes Martins
Email: maria.lucia02-@hotmail.com
Maurício Passos
E-mail:
Blog:

PROFESSORES DA STE:
· JOICENIR SOVERNIGO LOPES
BLOG: http://artes-13.blogspot.com/

· HECTOR ROGÉRIO MONZANI.

· REGIANI R. HOFFMANN

CONTEÚDO FOCO:
O projeto tem por objetivo favorecer o desenvolvimento da expressão corporal, oral e cultural dos alunos, através de momentos de interpretação (monólogos), coreografias, músicas, Capoeira, poesias e a valorização estética negra, para a ampliação dos conhecimentos e formação de hábitos e atitudes fundamentais nos valores éticos. Propõe-se, ainda, dar a conhecer, através de demonstrações culturais e de atividades teatrais e de interpretação alguns aspectos importantes do contexto da escravidão negra, ressaltando os valores que impulsionaram e orientaram a sua vida e a formação de sua identidade. Com este conhecimento, vivenciar e valorizar a cultura negra através da música e da pintura como forma de identificação e resgate da auto-estima do aluno afro-descendente. Através de atividades artísticas, busca-se desenvolver ações transformadoras, projetando o respeito como prática fundamental e essencial para mudar as pessoas e, conseqüentemente, a sociedade.O conteúdo foco é a educação voltada para consciência da importância do negro para a constituição e identidade da nação brasileira e principalmente, do respeito à diversidade humana e a abominação do racismo e do preconceito, desenvolvendo por meio de um processo educativo do debate, do entorno, buscando nas nossas próprias raízes a herança biológica e/ou cultural trazida pela influência africana. Inicialmente, será conduzido pela simples observação de fotos de revistas sobre algumas coisas que fazem parte da cultura africana (comidas, danças, vestimentas, etc.);estabelecendo a seguir um vínculo entre as curiosidades que surgirem dos alunos sobre o tema e a instigação provocada pelo professor no intuito de ir avançando no conhecimento sobre o assunto.

SÉRIE A QUE SE DESTINA:
Este projeto se destina ao Ensino fundamental, Médio e EJA do período Matutino, Vespertino e Noturno.

JUSTIFICATIVA:
Comemorar o 20 de novembro – Dia da Consciência negra, dedicando o mês de novembro, para debater e refletir sobre as diferenças raciais e a importância de cada um no processo de construção de nosso país, estado e comunidade. Com este trabalho esperamos que a consciência de valorização do ser humano ultrapasse as fronteiras da violência, do preconceito e do racismo.
A elaboração e desenvolvimento desse projeto de arte e cultura negra visam a atender dois pré-requisitos básicos: o exercício da cidadania e vivência dos valores através da apropriação da arte e da cultura, como ferramentas necessárias para estar num mundo formado por sociedades que usam o preconceito como instrumento das esferas de diferenças sociais e, ainda, o resgate da herança africana, cuja história fora esquecida e ignorada ao longo do tempo.
Com este trabalho esperamos que a consciência de valorização do ser humano ultrapasse as fronteiras da violência, do preconceito e do racismo.

OBJETIVOS:
· Valorizar a cultura negra e seus afro-descendentes e afro-brasileiros, na escola e na sociedade Iguatemiense.
· Entender e valorizar a identidade da criança negra;
· Redescobrir a cultura negra, embranquecida pelo tempo;
· Desmitificar o preconceito relativo aos costumes religiosos provindos da cultura africana;
· Trazer à tona, discussões provocantes, por meio das rodas de conversa, para um posicionamento mais crítico frente à realidade social em que vivemos.

DESENVOLVIMENTO:
O desenvolvimento do projeto estará em consonância com os blocos temáticos citados e será feito de acordo com as necessidades da turma e a realidade local, estabelecendo o problema e a proposta de conteúdo para a classe. O tema será desenvolvido na sala de aula por meio de atividades para a sua exploração, sistematização e para a conclusão dos trabalhos. Os alunos devem fazer observações diretas no entorno familiar, observações indiretas em ilustrações e/ou vídeos, experimentações e leituras.

ATIVIDADES:
· Confecção de um grande livro “Menina bonita do laço de fita” de Maria Helena Machado;
· Estar em contato com músicas da cultura africana como o samba, a batucada, capoeira;
· Produção em artes com pintura em giz de cera e papel panamá com o tema áfrica;
· Produção de poesias;
· Vídeo com negros de nossa cidade;
· Vídeo com crianças negras da Escola;
· Teatralidade interpretativa de textos da cultura africana;
· Realização de um desfile para escolha da Beleza Negra da Escola;
· Coreografias fundamentadas nas raízes negras;
· Trabalhando a geometria nos desenhos africanos.

FECHAMENTO DO PROJETO:
· Abertura da Semana da Consciência Negra no dia 16/11 com encerramento no dia 20/11, com a presença de autoridades locais.
· Exposição na Escola das telas Africanas pintadas pelos alunos;
· Apresentação de danças;
· Apresentação de capoeira com alunos da Escola Municipal Tancredo Neves;
· Declamação de poesias;
· Teatros;
· Apresentação dos vídeos, O Negro em Iguatemi e Crianças Negras e nossa Escola;
· Exposição das Telas em vários pontos da cidade, como nos Bancos, correios, lojas, etc.

AVALIAÇÃO:
A avaliação acontecerá em qualquer momento do processo educativo, de forma contínua e diagnóstica; com a intenção primordial de rever a própria prática docente criando novas possibilidades para estimular os alunos a desenvolverem-se suas potencialidades levando em conta, principalmente, os avanços individuais dentro da coletividade e a participação no desenvolvimento de todas as atividades (de acordo com as peculiaridades de cada aluno) no decorrer do projeto.

CONSIDERAÇÕES FINAIS:
O projeto CONSCIÊNCIA NEGRA E AS MANIFESTAÇÕES AFRICANAS, tem como finalidade principal a tentativa de despertar o educando e a sociedade para um fato do cotidiano que é a discriminação racial e que sempre é ignorado como se não existisse. Envolver crianças, adolescentes, jovens e adultos nesse tema requer um aspecto motivador, o qual está relacionado com a copa 2010 na África do Sul, surgindo assim o interesse maior pela cultura e tipo de vida dos nossos descendentes. Portanto esperamos que todos ao final do projeto tenham essa consciência: “NÃO SE SINTA SUPERIOR AOS SEUS IGUAIS”.
0 comentários

0 comentários
OUTROS VÍDEOS NOS LINKS ABAIXO:
http://www.youtube.com/watch?v=LBDT-gOVTq0
http://www.youtube.com/watch?v=6LZ7jJnsf4Y
http://www.youtube.com/watch?v=EQ-Cr_4wLfE
terça-feira, novembro 10 1 comentários

PROJETO DO JORNAL

Titulo:Leitura por prazer
Apresentação

Tornar o aluno um bom produtor e leitor de textos é uma das principais funções da escola. Com esse intuito, este projeto foi desenvolvido na perspectiva interdisciplinar e teve o Jornal escolar como estratégia didática para estabelecer a mediação dialética entre os diferentes saberes específicos que o embasaram.
Professora responsável: Vilma Farias
Público-alvo: alunos do ensino fundamental 2º ano da EJA e comunidade escolar
Duração:
19/10/2009 a 30/10/2009
Disciplina envolvida: Língua Portuguesa

Justificativa
O jornal é um importante meio de comunicação. É através dele que tomamos conhecimento de fatos importantes que acontecem no lugar onde moramos, no nosso Estado, no país e no mundo, sendo também, um excelente instrumento para o desenvolvimento e a prática da maioria dos conteúdos contidos nas áreas do conhecimento transmitidos através da educação formal, motivando a autonomia e a criatividade dos alunos no que diz respeito á leitura e à produção textual.
Objetivo geral

Elaborar um saber interdisciplinar por intermédio da produção do Jornal escolar; -Produzir um Jornal Escolar com a turma dos 2 º ano EJA do ensino fundamental, a fim de que o aluno possa:
· Manifestar o seu saber elaborado;
· Sentir-se motivado a escrever;
· Tornar-se bom produtor de textos;
· Liberar sua palavra, valorizando sua própria autonomia.
Objetivos específicos

-Envolver a comunidade escolar veiculando as informações e acontecimentos mais importantes ocorridos tanto na escola quanto na comunidade em geral;
-Valorizar a interdisciplinaridade;
-Contribuir para a compreensão da função sociabilizadora do jornal;
-Fomentar o desenvolvimento da competência de comunicação nos diferentes níveis;
-Estimular as atitudes críticas responsáveis face aos problemas da sociedade em que vivemos;
-Aperfeiçoar a sociabilização e o trabalho em equipe;
-Utilizar novas tecnologias de informação;
-Promover hábitos de pesquisa (na Internet e não só) para um maior enriquecimento cultural;
-Motivar a colaboração de toda a comunidade escolar e meio envolvente.
Metodologia

-As turmas ficarão responsáveis pela divulgação do jornal;
-Inicialmente, o jornal terá uma divulgação semestral;
-Os alunos formarão equipes de trabalho de acordo com a seção do jornal que queiram trabalhar;
-Os alunos serão orientados, em todas as etapas da elaboração do jornal, pela professora e pela professora da sala de informática;
-Os alunos coletarão suas pesquisas na comunidade escolar e local, através de entrevistas, reportagens, enquetes, pesquisas na Internet, etc. Redigirão seus textos, depois da correção dos textos serão publicados. -Depois disso o jornal será e distribuído em sala para cada um poder avaliar o trabalho do colega , também será exposto o jornal no mural da escola para os demais alunos apreciarem.

Recursos utilizados

Computador, Internet, recorte de desenho, papel sulfite, caneta hidrocor, câmera fotográfica digital, cola, revista para recorte, lápis, caneta, borracha.
Avaliação
O projeto foi desenvolvido no período noturno pela professora Vilma Farias, juntamente com os alunos do 2º ano da EJA do ensino fundamental. Foi de grande importância, pois os mesmos desenvolveram a criatividade, o entendimento, o raciocínio.
0 comentários
Posted by Picasa
quarta-feira, outubro 21 3 comentários

TEATRO NA ESCOLA

PROJETO TEATRO

PROFESSORES REGENTES:
• LUZIA DE FATIMA LAYOLA NUNES
• EMAIL: luzzia_layola@hotmail.com
• BLOG: http://llayolartes.blogspot.com/

ROSANA MONTOVANI
•EMAIL: Rosana.mantovani@uol.com


INTRODUÇÃO:
• O TEATRO NA EDUCAÇÃO TEM COMO PAPEL TRAZER PARA A SALA DE AULA AS TÉCNICAS DO MESMO E APLICÁXLAS NA COMUNICAÇÃO DO CONHECIMENTO. TANTO FAZ O ALUNO ESTAR COMO EXPECTADOR OU FIGURANTE, O TEATRO SE TORNA FORTE INSTRUMENTO PÉDAGÓGICO, POIS COMO MÉTODO PODE SER BASTANTE EFICAZ PARA ENTENDER UM DETERMINADO TEMA, ALÉM DE FAZÊ-LO REFLETIR SOBRE UMA QUESTÃO MORAL ATRAVÉS DO IMPACTO EMOCIONAL QUE LHE É CAUSADO. DESSA FORMA, PODEM-SE ANALISAR OS ASPECTOS PRÁTICOS, DE SUA UTILIZAÇÃO PELO ORIENTADOR EDUCACIONAL. A UTILIZAÇÃO DO TEATRO PODE E DEVE SE CONSTITUIR NUM INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO DA SOCIEDADE, INDEPENDENTE DE ONDE ESTA ATIVIDADE TEATRAL ESTEJA SENDO REALIZADA.
APRENDER É UMA ATIVIDADE ÚTIL E NECESSÁRIA, PORÉM SOMENTE A DIVERSÃO É ABSOLUTAMENTE AGRADAVÉL. SE FOSSE POSSÍVEL ENTÃO UNIR O ATO DE APRENDER E O ATO DE DIVERTIR, A SALA DE AULA SERIA UM LOCAL MAIS PROPENSO PARA UMA APRENDIZAGEM PRAZEROSA.
NÃO CABE AO TEATRO PEDAGÓGICO FORMAR ATOR E ATRIZES EM SALA DE AULA, POIS PARA ISSO EXISTEM AS ESCOLAS DE TEATRO E OFICINAS. O QUE O EDUCADOR DEVE BUSCAR COM TAL MÉTODO É A TRANSFORMAÇÃO DO APRENDIZADO DENTRO DO EDUCANDO INSERINDO-O NO UNIVERSO DRAMÁTICO LEVANDO-O A COMPREENDER O TEATRO COMO ALGO QUE PROVOQUE QUESTIONAMENTO E ELIMINE DÚVIDAS.
UMA VEZ QUE A ATIVIDADE TEATRAL ESTÁ INSERIDA NO UNIVERSO ESCOLAR E ESTA ENTUSIAMANOA A TODOS HÁ DE SER PERCEBER QUE TAL INSTRUMENTO PASSARÁ A SER MAIS USADO E QUESTIONADO. NÃO É NECESSÁRIO QUE SE BUSQUE NA PERFEIÇÃO QUE O TEATRO AMADOR OU PROFISSIONAL EXERCEM, MAS É IMPORTANTE TER A CONCIÊNCIA DE QUE O PRODUTO FINAL QUE AMBOS, PROFESSOR E ALUNO DEVEM TER COMO OBJETIVO É O QUE VAI SER MOSTRADO E NÃO COMO VAI SER MOSTRADO.
TENDO COMO ELEMENTO NORTEADOR O COTIDIANO, PODE SE DISCUTIR ATRAVÉS DO TEATRO QUALQUER COISA. POIS, NÃO É INTENÇÃO APENAS FACILITAR O APRENDIZADO DAS DISCIPLINAS, MAS ABRIR DISCUSSÃO ACERCA DAS QUESTÕES MAIS INQUEITANTES DO SER HUMANO. ASSIM O TEATRO CONTRIBUI PARA A TRANSFORMAÇÃO DE UM NOVO MUNDO. SE AS ESCOLAS PÚBLICAS INCORPORASSEM A PROPOSTA DO TEATRO COMO PRATICA PEDAGÓGICA PARA EDUCAÇÃO, CONTRIBUIRIA PARA O APERFEIÇOAMENTO DOS PROFESSORES NO QUE DIZ RESPEITO À METODOLOGIA DE ENSINO. OS ALUNOS SE SENTIRIAM IMPORTANTE SE OS COLOCASSEM COMO FERRAMENTAS IMPORTANTES PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO A PARTIR DOS PROCESSOS DIDÁTICOS. ASSIM, ELES SE SENTIRIAM MAIS ESTIMULADOS E PARTICIPARIAM COM MAIS FREQUÊNCIA DAS AULAS. ASSIM ALUNOS E PROFESSORES ESTARIAM MAIS PRÓXIMOS NO QUE DIZ RESPEITO À CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO.

OBJETIVO:
• O PROJETO TEM POR OBJETIVO RETRATAR OS BENEFICIOS PARA O ENSINO DO TEATRO NA EDUCAÇÃO ESCOLAR NA ATUALIDADE. INICIALMENTE, SITUA-SE-Á O ESPAÇO QUE AINDA DEVE SER ALCANÇADO PELA ATIVIDADE TEATRAL NO ÂMBITO ESCOLAR EDUCACIONAL, POIS, NÃO HÁ DUVIDAS DE QUE ELA PODE SER MUITO ÚTIL NA PRÁTICA EDUCANDÁRIA, APESAR DE SER POUCO UTILIZADA. APRESENTAR-SE-ÃO, TAMBÉM, AS POSSÍVEIS CONTRIBUIÇÕES DO DESENVOLVIMENTO DE PROPOSTAS PEDAGÓGICAS PARA O ENSINO DO TEATRO NA ESCOLA, VISTO QUE O MUNDO ATUAL HÁ UMA EXIGÊNCIA MAIOR PARA QUE OS INDIVÍDUOS SAIBAM LIDAR COM AS COM AS MAIS DIVERSAS SITUAÇÕES.

• APREENDER O IMAGINÁRIO DO GRUPO E NADA MAIS PROPICIA DO QUE UMA PRÁTICA QUE PERMITE EMERGIR O PENSAR, O SENTIR E O AGIR DURANTE A ENCENAÇÃO DA PEÇA, DESCOBRINDO O MUNDO LÚDICO QUE O ENVOLVE, DENTRE OUTRAS ATIVIDADES, O CONHECIMENTO DO CORPO, DO ESPAÇO, DA VOZ, OS GESTOS, A CONCENTRAÇÃO, A RESPIRAÇÃO O SABER VER E OUVIR, EFIM O IMAGINÁRIO DE TODOS E DE CADA UM.
METODOLOGIA:

ORIGEM DO TEATRO;

• PESQUISAR COM OS ALUNOS SCRIPT DE PEÇAS TEATRAIS;
• ANALISAREM CADA UMA DELAS;
• DIFERENTES TIPOS DE TEATROS.

ÁREA TRABALHADA:
ARTES-ARTES CÊNICAS.

SÉRIE/ TURMA/ TURNO:
• 1º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DO PERÍODO MATUTINO E VESPERTINO.



EQUIPE DE APOIO:

• PROFESSORES DA STE:
• JOICENIR SOVERNIGO LOPES;
EMAIL: joicelopes_17@hotmail.com
BLOG: http://artes-13.blogspot.com/

HECTOR ROGÉRIO MONZANI.
. REGIANI HOFFMANN.

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA:
• ADAUTO ALVES TEIXEIRA;
• SUELI PACHECO.

DIREÇÃO:
• CECILIA WELTER LEDESMA.
NÚNERO DE AULAS:
10 AULAS


PERÍODO DE EXECUÇÃO:
• INÍCIO - 08/09/2009
• TÉRMINO – 08/10/2009

TOTAL DE PARTICIPANTES:
• 500 ALUNOS

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS:
• PESQUISA;
• ENSAIO;
• CONFECÇÃO DE MATERIAL.

RECURSOS E/OU APLICATIVOS UTILIZADOS:
• COMPUTADORES;
• INTERNET EXPLORER;
• SOM E CD;
• MICROFONE;
• CÂMERA DIGITAL;
• VÍDEOS;
• MATERIAIS RECICLÁVEIS.

CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO

• TODAS AS ATIVIDADES DE PESQUISA FORAM REALIZADAS NA STE(SALA DE TECNOLIGIA EDUCACIONAL) E EM SALA DE AULA, AS APRESENTAÇÕES DAS PEÇAS FORAM REALIZADAS NO ANFITEATRO DA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR SALVADOR NOGUEIRA.


PRODUTO FINAL:
• APRESENTAÇÃO DA PEÇA.

AVALIAÇÃO:
• DE ACORDO COM A PARTICIPAÇÃO, INTERESSE, DESENVOLTURA, SENSIBILIDADE, PERCEPÇÃO, REFLEXÃO, IMAGINAÇÃO E SOCIALIZAÇÃO DE CADA PARTICIPANTE.


TIPOS DE TEATROS

• Existem várias formas de teatro, entre elas o teatro de máscaras, de fantoches, de varas, de sombras e a pantomima, esses tipos são ricos em qualidade e em materiais utilizados, pois podem ser feitos com material reciclado, assim como material comprado, mas é muito visto e é recomendado pedagogicamente que o professor utilize material reciclado, para além de trabalhar as questões do conteúdo da peça, irá trabalhar os aspectos ambientais e sociais com as crianças.

Teatro de Fantoches
As brincadeiras com fantoches permitem que a criança desenvolvam a expressão oral e artística, pois os bonecos levam a criança sempre ao mundo da imaginação e do faz-de-conta.
Já os alunos maiores (geralmente do ensino fundamental), usam o fantoche para expressarem seus pensamentos de uma forma mais livre. Contam suas ações, seus desejos, aventuras, reproduzem fatos e histórias lidas e ouvidas do seu dia-a-dia.
O teatro de bonecos também estimula a criança a desenvolver a potencialidade da voz porque de acordo com o personagem representado, a criança pode falar grosso, fina, imitar sons de bichos, de elementos da natureza como, por exemplo, chuva e trovoadas, abrindo momentos lúdicos e sensórios. Elas começam a adequar a voz às diversas situações aliando o ritmo vocal ao gestual.
A criança ao ouvir aos mais diversos sons, ela provavelmente ouve com mais interesse o que os outros falam. Isso faz com que ela perceba a musicalidade de uma canção e o seu ritmo, sendo considerado um fator fundamental na educação da audição (sensorial).
Outro fato é que os bonecos confeccionados pelos alunos, mesmo que o professor participe da confecção, são mais adequados para o aprendizado do que os comprados prontos, pois quando eles mesmos criam os fantoches, passam a gostar mais deles unindo neste momento, três aspectos da educação: a expressão oral, a plástica e as emoções vivenciadas anteriormente.


Para a confecção dos fantoches é utilizada vários tipos de material inclusive sucata, que pode ser um recurso muito bem aproveitado e sem custos para o professor e para a escola, pois pode ser trazido pelos próprios alunos, o que tornaria a atividade de confeccioná-los ainda mais interessante.

Tudo poderá ser aproveitado. Tachinhas, fita crepe, latas, sacos, esparadrapo, rolos de papel higiênico vazios, tintas, etc. Outro recurso é utilizar as próprias mãos como fantoches, não necessitando de um material elaborado. Basta desenhá-lo na própria mão com caneta esferográfica, carvão, tintas especiais, etc. O uso de várias cores tornará os bonecos mais alegres. Podem-se acrescentar acessórios às figuras enfeitando as mãos e os dedinhos das crianças. Como exemplo, lã, chapéu, meias, penas, etc. Outros tipos também são muito utilizados como mãos com luvas, costas das mãos, fantoches de copinhos, de meias, de garrafas e até mesmo de galhos de árvores e flores.
O professor deve incentivar os alunos a explorar todos os movimentos dos dedos, mãos e braços, criando uma atmosfera do conhecimento do próprio corpo. Para isso, a utilização de músicas populares, folclóricas ou clássicas é fundamental para que o trabalho com o fantoche seja desenvolvido, além do diálogo, desenvolvido entre os participantes.
• Teatro de Varas

Este teatro é uma variação do teatro de fantoches. È considerado um fantoche de vara. Os bonecos são mais simples, mais baratos e de confecção mais fácil. Sua característica principal é ser sustentada por uma vara. Podem ser confeccionadas com cartolinas, bolinhas de isopor, de papel, colher-de-pau, palitos de churrasco, garfos vestidos com roupas de pano, palitos de picolé, copinhos de plástico sustentados por palitos.
O fantoche de cone é um tipo de boneco muito encontrado em feiras livres e circos populares, podendo representar uma figura humana ou um animal, geralmente sobre a forma de um palhaço ou pierrô. É uma variação do fantoche de vara, basta segurá-los pela vareta e dar-lhes o movimento de acordo com a situação.
• Pantomima
A pantomima pode ser considerada um jogo teatral que é realizado por cenas de ação dramática que se caracterizam por explicação da ação através do gesto. Podemos exemplificar essa afirmação através deste exemplo: a primeira atividade proposta foi a de arrumar uma casa; os elementos foram entrando e ordenando aos cantos da casa, e ao final cada um estava fazendo alguma coisa - ou lendo um livro, ou cozinhando, ou escutando música. A atividade do segundo jogo era colocar água num copo e bebê-la. Mas, assim que subiram mais jogadores ao palco estourou-se a disputa pela água. No terceiro jogo, a atividade era tocar um instrumento, e os jogadores subiam ao palco tocando cada um seu instrumento, até que um dos participantes regeu a orquestra, que passou a existir em função do estabelecimento de uma ordem mais ampla, fixando uma relação lógica da cena. Algo mais próximo ao jogo da atividade foi atingido quando um dos jogadores subiu ao palco e propôs atividades de “tecer”. Mas ainda que o grupo elaborasse uma cenografia, configurando uma oficina de tecelagem, na qual eram desenvolvidas as mais diferentes atividades, desde dobrar panos até crochê ou costura a máquina. Somente numa fase posterior, quando voltamos ao jogo da atividade, o grupo manteve o foco solicitado pelo jogo.
Quando o foco na atividade foi descoberto pelo grupo, houve seleção e detalhamento no gesto, o que provocou uma modificação na atuação. Em comparação com o primeiro momento, quando há disputa pela água gerava um clima quase frenético, demonstrando a preocupação de fazer alguma coisa no palco, o segundo revelava um relaxamento de tensão, o que favorecia o surgimento de ações improvisadas. As imposições individuais e a linearidade da narrativa cederam lugar à autenticidade do jogo.
Pantomima resume-se ao:

Uso de caricaturas,
Dramatização (exemplo: Charles Chapem);
Uso de características fortes sem uso de palavras,
Ás vezes tem um contexto social,
Usado muito em aulas de teatro,
Tem como objetivos: diversão, socialização, coordenação motora e aprender a usar o corpo como um todo.
DOS MATERIAIS: EDUCANDO PARA RECICLAR - Parte 1
Teatro de Máscaras


As crianças gostam muito de vestir máscaras, principalmente de super-heróis que elas vêem na TV. O importante é deixar que elas confeccionem as máscaras em sala de aula ou no pátio da escola.
Para a confecção, podem-se usar sacos de papel, cartolinas, tecidos, tintas, pratos de papelão, jornal, material de sucata, etc. Esta atividade não é difícil de ser executada e será prazerosa para as crianças, pois elas poderão representar uma história com um material que elas mesmas elaboraram, pois estarão criando e recriando à sua própria dialética.
O teatro de máscaras promove a recreação, o jogo, à socialização, melhoria na fala da criança, desinibirá dos alunos mais tímidos.
Quando o trabalho em aula exigir o uso da palavra, a máscara a ser utilizada é aquela que cobre os olhos e o nariz deixando a boca livre, permitindo que a voz saia clara, exibindo a sua expressão verbal. As crianças representando com o rosto oculto, se permitem viver o enredo dos próprios personagens e o cotidiano social a que pertence.

Teatro de Sombras


Este tipo de teatro ainda é pouco conhecido no Brasil. É uma atividade muito divertida que estimula a criatividade da criança.
Para realizar o teatro de sombras é necessário ter como material: uma fonte luminosa, uma tela (ou um lençol bem esticado) e silhuetas para serem projetadas.
As lâmpadas indicadas são as de 40 ou 60 watts, transparentes, dentro de latas de óleo para possibilitar a concentração da luz.
A tela deve ser de um tecido totalmente branco e não transparente.
Como silhueta, pode-se usar fantoches de varas recortados em papel cartão, cartolina ou papel grosso. Pode-se também utilizar outros objetos. Os fantoches movimentam-se atrás do papel, projetando a sombra. As crianças ficam atrás do palco interpretando a história, participando na movimentação dos bonecos, além de poderem confeccionar o material do teatro.

Outra atividade relacionada ao teatro de sombras são as sombras feitas através das mãos onde se projetam com elas, as sombras numa parede, formando figuras de animais em movimento como abrindo e fechando as asas, a boca, mexendo as orelhas.
Cada aluno cria as mais diversas figuras, compara-as com as dos colegas, fala sobre as sombras projetadas.
O teatro de sombras proporciona o desenvolvimento da criatividade e da motricidade das mãos na criança, importante no período da pré-escola e da alfabetização.
Para que aconteça o teatro de sombras com as mãos, é necessário que o ambiente esteja escuro, iluminado somente com uma lâmpada ou uma vela acesa.


OS BENEFÍCIOS DO USO DO TEATRO NA EDUCAÇÃO

• As técnicas do teatro têm forte papel no desenvolvimento das atividades com as crianças ou até mesmo os adolescentes, pois com elas propiciamos que eles desenvolvam suas capacidades intelectuais como: a criatividade, a espontaneidade, a observação, a percepção, o relacionamento social, inatas no ser humano, e que são estimuladas ainda mais com o teatro.
Além do mais a arte de interpretar, ou seja, o teatro tem papel importante na vida das pessoas, pois conforme a lei que o ampara e as demais formas de artes, eles representariam o centro de todos os processos biológicos e sociais do indivíduo na sociedade e que se constituem no meio para se estabelecer o equilíbrio entre o ser humano e o mundo nos momentos mais críticos e importantes da vida, portanto, o teatro como as demais artes têm papel fundamental no desenvolvimento do ser humano, pois lhe traz muitos benefícios, como servir como uma válvula de escape na vida, além claro de servir de entretenimento.
O teatro permite o compartilhamento do saber, das descobertas, das idéias, porque a encenação envolve tanto quem assiste quanto, principalmente, quem participa da peça, e que busca o entendimento do personagem, do contexto histórico, se for o caso de uma interpretação de uma obra ou fato histórico e/ou criação de uma história. Segundo Paulo Araújo, “o contato com a linguagem teatral ajuda crianças e adolescente a perder continuamente a timidez, a desenvolver e priorizar a noção do trabalho em grupo, a se sair bem de situações onde é exigido o improviso e a se interessar mais por textos e autores variados.” (Revista Nova Escola, ed. 170).
O teatro permite chegar ao ser humano de forma a tocá-lo no seu interior, deixando as marcas dos sentimentos expressados na peça teatral. Uma criança, por exemplo, consegue ter um aprendizado mais significativo vendo e participando de fatos, mesmo acontecendo em outras épocas, pois, o teatro permite essa vivência.
Dentro da sala aula o teatro é um recurso que possibilita infinitas formas de aprendizagem, podendo ser utilizado em todas as disciplinas além, das oficinas teatrais que se pode fazer dentro da escola. Com certeza o jogo teatral é um grande aliado do ensino-aprendizado, dando suporte para variadas construções desde âmbitos culturais até políticos, abrangendo todas as disciplinas, e nas escolas públicas há uma diversidade de crenças, de ideais, de realidades, de pluralidade, e é um dos melhores locais para se explorar, pois a troca de opinião possibilita uma enorme aprendizagem.
Conforme os estudos de J. Piaget, Vygotsky e Colem o teatro traz ao ensino vantagens no que diz respeito ao desenvolvimento cognitivo do aluno, na sua formação enquanto ser humano e o auxilia na perda de sua timidez, além de proporcionar as crianças o contato com as diferenças e com o trabalho em grupo, lhe ensinando o respeito à vez do outro, entre tantos outros benefícios de âmbito cultural e físico, pois com o teatro a criança desenvolve sua voz, seu olhar, seus gestos, movimentos, equilíbrio, flexibilidade, expressão corporal e verbal, ou seja, o trabalho com teatro além de ser prazeroso, é rico em benefícios à educação, e quem trabalha garante, não há quem não goste, pois sempre aprendemos e conhecemos melhor os alunos que estamos trabalhando.


ORIGEM DO TEATRO


• Nos primórdios das civilizações primitivas, existiam crendices de que as danças e encenações eram favoráveis ao fortalecimento de poderes sobrenaturais para controle dos fatos do dia-a-dia, e utilizavam esses rituais para homenagear os deuses e os heróis da época, e na Grécia Antiga por volta do século IV a. Cesses ritual era em honra ao Deus Dionísio – deus do vinho e da alegria, até mesmo por se tratarem de cerimoniais com muita dança e festividade.
O teatro é uma das várias formas de artes que existem assim como a dança, e tem muitos fins, como o entretenimento, o simples prazer de exercer alguma atividade artística ou de expressão corporal e, por que não a educação, seja ela apenas cultural ou não.
No Brasil, a atividade de teatro no meio educacional se deu com os jesuítas que a utilizavam para catequizar os índios que aqui habitavam, e através dessa iniciativa a arte de interpretar começou a se dissolver nos ares da educação, sendo que hoje ele é utilizado para trabalhar as diversas áreas do conhecimento científico como a literatura, a história, o português, a língua estrangeira, a física e as demais áreas.
Essa arte tem um potencial de trabalho maravilhoso, pois além de trabalhar o corpo do aluno, ele age na mente e na alma deles, auxiliando suas relações, suas descobertas, sua postura entre outros.
Como vêem essa arte além de ser uma forma de cultura, serve como ferramenta para auxiliar na construção do conhecimento dos alunos, por seu estilo alegre e descontraído faz com que os alunos ao se prepararem para encenar ou ver uma peça de teatro, construa seu conhecimento de forma mais alegre e com bom humor, sendo assim o aprendizado será lembrado por mais tempo e como algo bom que aconteceu.
0 comentários

TEATROS

video
1 comentários
0 comentários
sexta-feira, outubro 16 0 comentários

COMEMORAÇÃO DO DIA DAS CRIANÇAS E DOS PROFESSORES


video
segunda-feira, outubro 5 0 comentários

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA

OS PROFESSORES DA STE DA ESCOLA ESTADUAL PAULO FREIRE ESTÃO MINISTRANDO UM CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA PARA OS PROFESSORES TITULARES INSCRITOS,O MESMO ESTÁ ACONTECENDO NOS TURNOS VESPERTINO E NOTURNO TODAS AS SEGUNDAS E NO TURNO MATUTINO NAS TERÇAS COM CARGA HORÁRIA DE 20 HORAS POR TURNO.
0 comentários

PROMOÇÃO DE PIZZAS















ACONTECEU NO DIA 03 DE OUTUBRO UMA PROMOÇÃO
DE PIZZAS NA ESCOLA ESTADUAL PAULO FREIRE.
Posted by Picasa
0 comentários

CONSELHO DE CLASSE















CONSELHO DE CLASSE DO TERCEIRO BIMESTRE
NO DIA 02/10/2009.
Posted by Picasa
quinta-feira, setembro 24 0 comentários

TIPOS E FUNÇÕES DOS ALIMENTOS

PROFESSORA REGENTE
RITA DE CÁSSIA APARECIDA ZOCCAL LOPES
EMAIL: ritadecassia_z@hotmail.com

ÁREA DE CONHECIMENTO
CIÊNCIAS

SÉRIE / TURMA/ TURNO
5º ANO B MATUTINO

EQUIPE DE APOIO
PROFESSORA DA STE:JOICENIR S.LOPES

NÚMERO DE AULAS
04 AULAS

PERÍODO DE EXECUÇÃO
INICIO: 16/09/09
TÉRMINO: 23/09/09

DURAÇÃO
EM TORNO DE 4 HORAS

TOTAL DE PARTICIPANTES
23 ALUNOS

TIPO DE ATIVIDADE DESENVOLVIDA
CONVERSA (Conscientização da importância dos tipos e funções dos alimentos)
Texto informativo no link abaixo:
http://www.coladaweb.com/biologia/alimentos/alimentacao-saudavel

OBJETIVOS
CLASSIFICAR OS ALIMENTOS DE ACORDO COM AS FUNÇÕES.

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDA
DEBATE;
ATIVIDADES ESCRITAS INDIVIDUAIS;
RECORTE;
CONFECÇÃO DOS CARTAZES EM GRUPOS DE ACORDO COM OS TIPOS DE ALIMENTOS.

RECURSOS E/OU APLICATIVOS UTILIZADOS
COMPUTADOR;
WORD;
INTERNET EXPLORER;
CÂMERA DIGITAL.

ACESSO À INTERNET - SITES
http://www.coladaweb.com/biologia/alimentos/alimentacao-saudavel
0 comentários

0 comentários
Posted by Picasa

Pesquisa na Internet

 
;